domingo, 8 de junho de 2008

TRÂNSITO EM CUIABÁ - 1 acidente ocorre a cada 4h

A cada quatro horas um acidente de trânsito é registrado em Cuiabá, deixando mortos ou feridos. Somente entre janeiro e maio deste ano os três Centros Integrados de Segurança e Cidadania (Cisc), registraram 972 acidentes de trânsito entre colisões, atropelamentos, abalroamentos e choques mecânicos. A área de abrangência do Cisc Oeste (Verdão) é o recordista em número de acidentes, totalizando 477, que deixaram 484 pessoas feridas com 17 mortos. Destes acidentes, 279 envolveram motocicletas, o que corresponde a 58% das ocorrências. Entre as vias onde mais se registram acidentes estão a avenida Beira Rio, durante os dias úteis e com maior incidência de motos. Aos finais de semana, os "filhinhos de papai" engrossam a lista dos acidentados e transformam as avenidas centrais, como a Getúlio Vargas, Rubens de Mendonça (CPA), Dom Bosco, Mato Grosso e Tenente-coronel Duarte em verdadeiros corredores da morte.

A reportagem de A Gazeta fez um levantamento detalhado, por ocorrências, em cada um dos Ciscs para fazer a radiografia da violência que impera no trânsito de Cuiabá, que tem uma frota circulante de 201.545 veículos registrados até o mês de abril, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MT). Deste total, 48.360 são motos, o que corresponde a 24% da frota.

Na área de atuação do Cisc Planalto, que abrange a região Norte, foram 292 acidentes de trânsito que deixaram 341 pessoas feridas. Cinco morreram. Do total de acidentes, 91 envolveram motocicletas. Segundo o delegado Simael Ferreira, que é responsável por estes inquéritos, uma das vias mais críticas e que vem contribuindo para o aumento das estatísticas é a avenida Dante de Oliveira (antiga Trabalhadores). Por ser uma via de grande tráfego de veículos, inclusive de transporte coletivo, precisa ser urgentemente duplicada. "Eu mesmo já presenciei pelo menos seis acidentes aqui, diante da delegacia". Aponta o excesso de velocidade dos motoristas e a indisciplina como os principais motivos de acidentes. Outro fator que tem contribuído para acidentes, tem sido o trânsito de veículos pesados do tipo trator, escavadeiras, entre outros, principalmente nos horários de pico. Bem cedo, entre 6h30 e 7h30 e ao final da tarde, por volta das 18 horas. "A lei é clara e diz que este tipo de transporte que não supera os 30 km horários precisa ser transportado sobre caminhões. Quando não se envolvem em acidentes eles o provocam indiretamente".

http://www.gazetadigital.com.br/

2 comentários:

ATRIUS DPVAT disse...

Parabens pela materia, infelizmente é isso mesmo, são vários fatores que leva toda essa violência no transito, quero colocar aqui que desses acidentes relacionados somente 8% das vitimas tem conhecimento dos direitos de usar o seguro DPVAT, quero convidar voces para fazer uma materia sobre o direito da vitima de transito no recebimento da indenização.
Um assunto de muita importancia e de pouco conhecimento.

Letícia disse...

avlw estou fazendo um trabalho sobre o transito e esse blog vai ser de grande ajuda!